Homem que se aventurou em via comercial conta que não resistiu à aventura e promete novos vídeos

Após o temporal que assustou os moradores do DF, na última terça-feira (16/12), um vídeo se espalhou nas redes sociais. Era Clemente Dutervil, um estudante de música, de 24 anos, que encarou a enxurrada da comercial da 201 Norte. “Quando vi que a rua tinha virado um rio, tive uma grande tentação de descer surfando”, contou ao Correio.

Clemente estava em uma festa em um bar daquela rua, mas nega que estivesse bêbado na ocasião. “Eu sou um apaixonado por fortes emoções”, descreveu. O estudante comenta que foi o único que se aventurou na avenida comercial no dia do temporal.

“Sei que foi arriscado. Desde cair em um bueiro, ser eletrocutado por um raio ou cabos elétricos, ou pegar uma doença mortal”, enumera o estudante, que saiu intacto da aventura. “Estou juntando imagens para lançar um clipe. Esse não foi o primeiro e não será o último.”

FONTE: CORREIO BRAZILIENSE

 

Confraternizados

Reconciliados. Depois de um curto período de rusgas, a velha amizade foi retomada. Como na política não há inimigos. O atual vice-governador e presidente do PMDB-DF, Tadeu Filippelli e o presidente do PPL-DF, Marco Antônio Campanella votaram as boas. A dupla tem sido vista constante almoçando em alguns restaurantes da cidade. Fim de papo.

Fonte: BLOG DO ODIR

Após dois meses de denúncias e indicações do déficit bilionário que o governo deixará para o sucessor, o Ministério Público do DF e Territórios enfim acionou o governador Agnelo Queiroz (PT) na Justiça. O Processo 2014.01.1.196733-0 por improbidade administrativa tramita na 1ª Vara de Fazenda Pública e requer R$ 100 mil de indenização aos cofres públicos. Um montante acanhado diante do rombo deixado pela gestão do petista: algo em torno de R$ 5 bilhões, constatou a equipe de transição do governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB).

A decisão determina a devolução dos salários recebidos durante o período do afastamento do cargo por suspeita de corrupção

O Juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública do DF anulou os atos de indicação, aprovação, nomeação e posse de Domingos Lamoglia de Sales Dias ao cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do DF – TCDF. Na sentença, foi determinado ainda que o réu devolva os valores recebidos a título de subsídios e demais vantagens pecuniárias, a contar da data em que foi afastado do cargo pela própria Corte de Contas, em consequencia do P.A. nº 41.070/2009, motivado por seu suposto envolvimento no esquema conhecido como Mensalão do DEM. . Leia mais…

Clima de fim de festa … Sem festa

Depois do Tribunal de Contas do DF, foi a vez de o Tribunal de Justiça da capital acatar o pedido do Ministério Público e impedir a realização do réveillon na Esplanada. Motivo é a falta de dinheiro que atrasou pagamentos de funcionários e de terceirizados. . Leia mais…

Texto pede o indiciamento de 52 pessoas e o aprofundamento das investigações de 17 empresas suspeitas de fraude, além de reconhecer possível prejuízo com a refinaria de Pasadena; oposição, que queria o indiciamento de políticos e Graça Foster, diz que o relatório é “chapa branca”.

Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Relator da CPMI, dep. Marco Maia (PT-RS) concede entrevista
Marco Maia afirmou que o relatório levou em conta todas as informações a que a comissão teve acesso.

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras aprovou nesta quinta-feira (18), por 19 votos a 8, o relatório do deputado Marco Maia (PT-RS) que pede o indiciamento de 52 pessoas pelos crimes de participação em organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva, entre elas o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal. Desse total, 23 já são réus em processos na Justiça Federal do Paraná, derivados da Lava Jato. A comissão não chegou a votar o relatório paralelo feito por partidos da oposição.

Leia mais…

Se você não tem condição de gastar R$ 200 por dia não será bem recebido no balneário de Guarapari, destino para milhares de turistas, principalmente mineiros, que escolhem o Espírito Santo para passar as férias de verão. O prefeito Orly Gomes (DEM) confirmou, nesta quinta-feira, 18, que a prefeitura vai cobrar taxas das empresas de ônibus e dos proprietários que alugam suas casas de veraneio para “qualificar” o turismo na cidade e dificultar a entrada de turistas com “menor” poder aquisitivo.

Leia mais…

O juiz do Tribunal do Júri de Brasília concedeu liberdade provisória para os índios Alessandro Miranda Marques, Cleriston Teles Sousa e Itucuri Santos Santana, acusados de tentar assassinar o policial militar Edson Gondim Silvestre durante manifestação no Congresso Nacional. O policial foi alvejado por uma flecha durante o movimento indígena contra a aprovação da PEC 215, que atribui ao parlamento competência exclusiva para aprovar demarcações de terras indígenas e para homologar as já existentes.

Leia mais…

Cedido à Seops, ele era responsável por fiscalizar denúncias em áreas de preservação permanente e áreas invadidas. Segundo o GDF, ele foi exonerado há três meses

Oito pessoas foram presas por crimes ambientais, parcelamento irregular do solo e associação criminosa na Operação Tellus, da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião). Entre os suspeitos, está Morvan Jorge de Carvalho, 57 anos, funcionário comissionado do GDF que atuava na Secretaria de Ordem Pública e Social (Seops).

Otávio Augusto Silva/Esp. CB/D.A Press

Responsável por fiscalizar denúncias em áreas de preservação permanente e áreas invadidas, ele repassava as informações sobre as ações realizadas pela pasta aos demais integrantes do grupo criminoso. Assim, eles sabiam, antes de agir, onde a polícia e os órgãos de fiscalização estariam. Segundo o GDF, Carvalho foi exonerado há três meses. Leia mais…

Antes da cerimônia de diplomação, o PSDB entrou com ação no TSE para cassar o mandato da presidente

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, disse nesta quinta-feira (18/12) que “não haverá terceiro turno” das eleições presidenciais. A declaração foi feita durante discurso na cerimônia de diplomação da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, no plenário do tribunal.

Segundo o presidente, as eleições de 2014 são página virada para a Justiça Eleitoral. “Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral. Que os especuladores se calem. Não há espaço para terceiro turno para cassar o voto de 54.511.118 eleitores˜, disse.Antes da cerimônia de diplomação, o PSDB entrou com ação no TSE para cassar o mandato da presidenta. O partido alega que Dilma cometeu irregularidades como uso da máquina administrativa e abuso econômico, e não poderia assumir o mandato.